Mais Palavras do Presidente

Mais Palavras do Presidente

Queridos amigos,Quando começamos nossa gestão, em agosto de 2012, havia no ar muita esperança e muita energia para ser gasta em busca da concretização dos sonhos até então sonhados. Dois anos se passaram e a energia está sendo gasta na realização de uma ABRATEF que possa fazer do Pertencer seu lema e seu cotidiano.

Valeu a pena? A pergunta ficará para ser respondida. Somos incapazes daqui de avaliar completamente. Por vezes, parece que apenas acontece o óbvio. Por vezes, surpresas agradáveis acontecem e seu inesperado efeito nos traz contentamento.

Quem poderá nos ajudar a encontrar melhor as respostas? Os associados. Aqueles que nos interessaram até o momento. Que pertençam, que contribuam, que mostrem seu trabalho, suas dúvidas, sua cara e sejam a ABRATEF.

Estamos levantando dados, evidências, registros, ganhos, perdas, sonhos, projetos, frustrações, tentativas, caminhos e forças para mostrar a todos nós o quanto pudemos viver nesse lugar, sempre na relação com cada associado. Sempre em busca de uma construção comum própria e que se destine a um uso da Associação como ela deve ser: lugar de troca, de evolução, de compartilhamento de conhecimento, tempo e de tanto prazer em realizar.

Neste momento, nos conectamos com nossos amigos terapeutas fundadores, com aqueles que viveram e trabalharam antes da existência da ABRATEF e com os terapeutas da atualidade, vinte anos depois, para comemorar a construção do espaço originado do "desejo e da necessidade dos terapeutas familiares em desenvolver trocas colaborativas, promover o estudo e desenvolvimento da Terapia Familiar, dar legitimidade aos terapeutas familiares, aos que estão em formação e aos interessados no estudo e nas práticas de atenção e cuidado da família". Será que os sucessores terão o mesmo desejo e a mesma necessidade?

E o que mais me intriga é que, apesar de todo esse tempo com olhar intenso e atento a tudo que pudemos receber e realizar, as dúvidas aumentaram significativamente. Muito obrigado por isso, por acender mais chamas de curiosidades em todos nós. Obrigado por responderem e por continuarmos a pensar sobre a instituição de modo ainda mais investigativo, e que aparecem cada vez mais nas formas e nas pessoas que enriquecem o meio em que trabalhamos.

Penso que a vida institucional tem necessariamente um caráter móvel e renovador, como um gerador que para produzir seus efeitos necessita de uma alimentação constante, de discussão sobre temas relativos à nossa prática e nossa teorização. Formação, estrutura, colaboração, comunicação, história, divergência: quanto mais nos aprofundamos, mais teremos uma associação viva e criativa. Rever, tomar nos braços e realizar novamente e novamente, fazer de nosso espaço um lugar de trocas efetivas e produtivas é um caminho que acreditamos necessário. Precisamos de novas maneiras para abordar assuntos atuais e que alimentam nosso desejo de ser terapeutas e compartilhar nossa produção.

Esperamos encontrar todos os associados na grande festa de encerramento desta gestão, no XI Congresso Brasileiro de Terapia Familiar – “Família e Terapia Familiar: Expandindo Horizontes”. Sejam bem-vindos, que seja de fato um grande encontro entre nós.

Obrigado,
Marcos Naime Pontes
Presidente da ABRATEF 2012-2014

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Pular para a barra de ferramentas