38. INFERTILIDADE: AS DIFICULDADES DE UM CASAL NAS TENTATIVAS DE SE TORNAREM PAIS

IVAN FEDULLO SCHEIN; ANA PAULA WENDT; CAMILA SARNO FALANGHE. SISTEMAS HUMANOS, SAO PAULO - SP - BRASIL.

O estudo é sobre um caso clínico realizado em sala de espelho com equipe reflexiva e interlocução, por um período de um ano onde a queixa inicial da familia, que foi encaminhada pelo pediatra, era da super proteção em relação a filha e da falta de limites da mesma. Já no primeiro contato com a família , a mãe nos contou das dificuldades que o casal enfrentou nas tentativas de se tornarem pais. Essas dificuldades estavam relacionadas a baixa contagem de erperma do Rodrigo e a impossilidade de Claudia de gestar mais do que um embrião.  Durante os atendimentos, o casal nos contou sobre o doloroso processo das duas inseminações realizadas. Na primeira gestação engravidou de gemeos mas sofreu um aborto espontâneo na vigésima sétima semana. Para a segunda gestação eles já estavam conscientes dos riscos e das dificuldades, e se preparando para ultrapassá-las, Rodrigo alugou uma cama hospitalar para que Claudia pudesse passar a maior parte do tempo imóvel e na horizontal. Mesmo tomando todos os cuidados, os tri-gêmeos nasceram com 29 semanas. Infelizmente, dois faleceram  após dias, e Flor precisou ficar internada por um longo  período.  Superando todas as expectativas transformou-se e uma menina sem qualquer sequela. Durante esse trabalho iremos elucidar a transformação do casal em pais e as consequências advindas deste processo.