Marilene Marodin

Marilene Marodin

CURSO: "Possíveis Caminhos para Famílias em Divórcio:Terapia do Divórcio, Mediação de Conflitos e/ou Acompanhamento visando Reajuste Familiar"
Psicóloga Clínica, Psicoterapeuta de Indivíduos, Casais e Famílias, Mediadora de Conflitos, Diretora da CLIP - Clínica de Psicoterapia e Instituto de Mediação, Coordenadora e Supervisora do Curso “Mediação de Conflitos: novo paradigma à construção da paz”;
Coordenadora da CLIP na Parceria do Projeto Mediação da Defensoria Pública do Estado do RS;
Presidente do Instituto Nacional de Mediação e Arbitragem INAMA/RS;
Integrante do Núcleo de Estudos de Mediação da Escola Superior da Magistratura AJURIS;
Membro fundador da AMARGS- Associação de Mediadores, Árbitros e Conciliadores do RGS;
Coordenadora da Comissão de Psicologia das Famílias do IBDFAM/RS;
Superintendente Regional do CONIMA.

RESUMO:
Neste espaço pretendemos apresentar diferentes abordagens que poderão ser utilizadas no auxilio as famílias que estão passando ou passaram pela experiência de separação conjugal.
A família, ao longo de seu ciclo de vida, passa por diferentes momentos denominados de crises, onde algumas fazem parte da evolução familiar sendo por isso consideradas evolutivas. Outras são eventos inesperados, independente do crescimento daquele grupo, sendo o divórcio uma destas crises não previsíveis acarretando modificações não programadas e muitas vezes adversas à organização dos sistemas familiares.
Sabemos que o rompimento do vínculo conjugal acarreta consequências que repercutem nos vínculos pais e filhos sendo necessário um redimensionamento das convivências para o adequado funcionamento dos novos núcleos que irão se formar.
O número de famílias divorciadas em nossa sociedade, de acordo com dados do IBGE cresceu 45% entre os anos de 2010 e 2011,se constituindo atualmente em um significativo segmento.
Consequentemente o profissional que trabalha com estas famílias terá, neste curso, conhecimento de algumas das possibilidades de auxílio a estas famílias como a terapia do divórcio, que busca construir entre os ex-conjuges um “bom divórcio”, assim como a mediação de conflitos em situações de separação e divórcio abordando os diferentes temas que poderão ser acordados tendo sempre como prioridade o bem estar das crianças. Outra possibilidade que poderemos utilizar é o recurso do acompanhamento aos novos sistemas, partindo do desajuste para ir caminhando em direção ao reajuste, centrando o trabalho na busca da cooperação entre os pais, apoiando os familiares nesta nova etapa da vida.