Renato e Marina Caminha

Renato e Marina Caminha

CURSO:"Regulação Emocional na Infância: um preditivo de saúde mental para a vida"
Renato Maiato Caminha (CRP: 07/05716)
Psicólogo. Mestre em Psicologia Social e da Personalidade da PUC.
Terapeuta Cognitivo. Professor pesquisador na área de Psicoterapias Cognitivo-Comportamentais.
Docente na área de TCC em mais de dez estados brasileiros.
Conferencista internacional com ênfase em Psicoterapias Cognitivas na Infância e Transtorno de Estresse pós traumático.
Autor e Co-autor de diversas obras-referência na área das Terapias Cognitivas.
Diretor de Ensino do InTCC/RS.
Coordenador do curso de especialização em Psicoterapias Cognitivo-Comportamentais e do curso de especialização em Psicoterapias Cognitivo-Comportamentais na Infância e Adolescência do InTCC.
Membro fundador e presidente da Federação Brasileira de Terapias Cognitivas (FBTC), biênio 2005-2007.
Atual membro da Diretoria da Sociedade Latino-Americana de Terapias Cognitivas (ALAPCO).

Marina Gusmão Caminha (CRP: 07/09903) Psicóloga. Especialista em Terapia Cognitivo-Comportamental pela Unisinos e pela Federação Brasileira de Terapias Cognitivas (FBTC).
Docente na área de TCC em mais de dez estados brasileiros.
Conferencista internacional com ênfase em Psicoterapias Cognitivas na Infância.
Autora e Co-autora de diversas obras-referência na área das Terapias Cognitivas.
Diretora Administrativa do InTCC/RS.
Coordenadora do curso de especialização em Psicoterapias Cognitivo-Comportamentais e do curso de especialização em Psicoterapias Cognitivo-Comportamentais na Infância e Adolescência do InTCC.

RESUMO:
Atualmente um dos principais fatores preditivos de saúde mental envolve a capacidade de regulação das emoções. A capacidade de regulação emocional não depende apenas da integração das funções executivas promovidas pela maturação do sistema nervoso mas da capacidade de modulação, aceitação, validação e vários outros atributos do que chamamos processo de regulação emocional.
O Programa TRI, terapia de reciclagem infantil, é um protocolo desenvolvido por Caminha e Caminha (2012) visando o tratamento de crianças com transtornos de ansiedade e humor.
Seu modelo epistemológico é baseado em grande parte na biologia das emoções, modelo sobre o qual foi desenvolvido um sistema em doze passos para promover a ampla capacidade de regulação das emoções. O programa TRI é dividido em três partes.
Primeira etapa as sessões T, formando o acrônimo: trabalhe as suas emoções; as sessões R: recicle os seus pensamentos; as sessões I: inove os seus comportamentos.
A grande ênfase do protocolo está nas sessões T as quais são trabalhadas as emoções.
Através de exercícios originais a criança desenvolve a capacidade de ativar sistemas emocionais filogeneticamente transmitidos como por exemplo o trabalho de ativação e reconhecimento das emoções básicas.
A partir do reconhecimento emocional a criança é capaz de ativar a empatia e suas derivações: altruísmo, colaboração e compaixão.
O complexo sistema de regulação emocional permite a criança o incremento de resiliência levado ao longo de sua vida e interligado nas relações sociais e familiares futuras.

Palavras chave:
regulação emocional, empatia e saúde mental.