Rosana Ximenes e Maria Ap. Kruse Dib

Rosana Ximenes e Maria Ap. Kruse Dib

COMO EU FAÇO: "Imagens irreais, transtornos alimentares e saúde bucal na adolescência”
Profa. Dra. Rosana Ximenes
Professora Adjunta de Anatomia do Centro Acadêmico de Vitória - UFPE
Professora do Programa de Pós-Graduação em Neuropsiquiatria e Ciências do Comportamento - UFPE
Pós-Doutorado em Neuropsiquiatria - UFPE e em Hebiatria - UPE
Doutorado em Neuropsiquiatria e Ciências do Comportamento - UFPE
Mestre em Odontopediatria - UPE
Especialista em Odontopediatria - UFPE
Cirurgiã-Dentista - UFPE
Líder do Grupo de Pesquisa "Comportamentos e Transtornos Alimentares" - CNPq
Membro da Academy of Eating Disorders - USA

RESUMO:
Os transtornos alimentares são conhecidos por serem desvios do comportamento alimentar que levam a dois extremos: obesidade e desnutrição. Apresentam efeitos nocivos para a saúde, incluindo a saúde bucal. Neste contexto, a saúde bucal do adolescente com transtornos alimentares e de imagem corporal é descrita e discutida num contexto atual, suas perspectivas futuras e dados de pesquisa. Além do enfoque em questões ligadas ao atendimento clínico multidisciplinar e às principais alterações bucais encontradas nesta fase, que, muitas vezes, representam o primeiro sinal clínico destes transtornos. O objetivo é a identificação precoce, permitindo um melhor prognóstico, já que os transtornos alimentares apresentam a maior taxa de mortalidade entre os transtornos psiquiátricos.

Maria Aparecida Kruse Dib
PSICÓLOGA PUCRS 1992 - CRP 07/6185
MESTRE EM PSICOLOGIA CLÍNICA PUCRS 1997
ESPECIALISTA EM TERAPIA SISTÊMICA DE CASAL E FAMÍLIA CEFI 2000
ESPECIALISTA EM TERAPIA INDIVIDUAL SISTÊMICA CEFI 2009
ESPECIALISTA EM TERAPIAS CONTEXTUAIS CEFI 2015
ESPECIALISTA EM DIAGNÓSTICO PSICOLÓGICO PUCRS 1994
PROFESSORA CONVIDADA DO CURSO DE TERAPIA DE CASAL E FAMÍLIA DA UFRGS
PROFESSORA CONVIDADA DA PROJECTO
PROFESSORA CONVIDADA DO CEFI

Título da Palestra:”Transtorno Alimentar - Um caso de família: quatro gerações que comem mal”

RESUMO:
Trata-se de um caso de sucesso de terapia familiar com várias mudanças significativas numa família com Transtorno Alimentar.
Esse é um caso de uma adolescente de 16 anos, estudante do Ensino Médio que foi atendida por uma equipe multidisciplinar especializada em Transtornos Alimentares, do CAPSI do HCPA.
A paciente apresentava sintomas como: compulsão alimentar vômitos, auto mutilação , restrição alimentar e preocupação com o peso. Tais sintomas caracterizando um quadro de Bulimia.
Durante a terapia familiar foi possível compreender a dinâmica familiar e os aspectos relacionais envolvidos na doença. Eram quatro gerações com transtornos alimentares que tinham muitas dificuldades de relacionamento e para se alimentar.
Além dessas características a família apresentava situações de violência familiar, perdas e lutos não elaborados.
Foram dois anos de atendimentos envolvendo além da terapia de família sistêmica, acompanhamento psiquiátrico, psicoterapia individual, acompanhamento nutricional e grupo multifamiliar, de adolescentes, com a nutricionista, com o educador físico e terapeuta ocupacional.
Essa apresentação tem por objetivo dividir com os participantes, do Congresso, um modelo de atendimento de Transtorno Alimentar baseado na Terapia Sistêmica.