Verônica Cezar Ferreira e Dalva Cristina Luz da Silva

Verônica Cezar Ferreira e Dalva Cristina Luz da Silva

DIÁLOGOS INTERATIVOS:
Verônica Cezar-Ferreira

Advogada e psicóloga.
Doutora e Mestre em Psicologia pela PUC-SP. Bacharel em Direito pela Universidade de São Paulo. Introdutora da Visão Psicojurídica no Direito de Família.
Membro fundadora da APTF e da ABRATEF.
Professora de Pós-Graduação.
Consultora da Comissão de Direito de Família e da Comissão da Mulher Advogada da OAB/SP.
Diretora de Relações Interdisciplinares da Associação de Direito de Família e das Sucessões (ADFAS).
Membro do Conselho Científico da ADFAS.
Autora e palestrante.
Terapeuta individual e familiar, mediadora e consultora psicojurídica de família.
Membro do Conselho de Educadores da Escola de Pais do Brasil

Título da Palestra: “A guarda compartilhada e sua obrigatoriedade: uma visão psicojurídica”

RESUMO:

O presente trabalho tem por objetivo discutir a guarda compartilhada, do ponto de vista psicojurídico, pensando a questão da obrigatoriedade de fixação dessa modalidade de guarda, independentemente de acordo entre os pais. Considera que, após a separação ou o divórcio, os filhos menores precisam ficar sob a guarda dos pais, ou de um deles; que, no Brasil, separação ou divórcio não retiram o poder familiar dos pais; e que a guarda compartilhada é ideal a ser alcançado, mas não necessariamente indicada para todos os casos de parentalidade.

Dalva Cristina Luz da Silva
Graduada em Ciências Sociais e Direito pela Universidade Federal da Bahia.
Mediadora certificada pelo “Foundation Mediation Program” – Law School da Columbia University – NYC.
Mediadora Transformativa certificada pelo “The Institute for the Study of Conflict Transformation”.
Mediadora Judicial certificada pelo Tribunal de Justiça do Estado da Bahia.
Instrutora em formação de Mediação e Conciliação pelo Conselho Nacional de Justiça.
Advogada Colaborativa certificada pelo Instituto Brasileiro de Praticas Colaborativas.
Consteladora Familiar Sistêmica em formação – Alexandra Caymmi – Bert Hellinger
Psicoterapeuta Sistêmica de Família, Casal e Individual certificada pelo Centro de Estudos de Família e Casal.

Título da Palestra: "O uso da mediação para o fortalecimento do vínculo parental." RESUMO:
O objetivo do presente estudo é demonstrar que o procedimento da mediação fortalece a manutenção dos vínculos parentais no caso de ruptura da relação conjugal, pois este método de resolução consensual de conflitos propicia a conscientização dos pais tanto no que se refere aos cuidados e responsabilidades com a prole, quanto da importância do compartilhamento da guarda dos menores, conciliando o vínculo parental e respeitando-se as individualidades dos pais.
A mediação é um método autocompositivo de resolução de disputas, no qual as partes têm a oportunidade de dialogar e expressar seus sentimentos em um ambiente neutro, possibilitando o restabelecimento da comunicação em relações continuadas com uma visão prospectiva na busca de dirimir as divergências pessoais dos separandos, e discutir questões pertinentes aos cuidados com seus filhos, facilitados por um mediador.
O uso da mediação em situações de guarda compartilhada tem gerado frutos positivos, pois, devolve à família o poder de decisão, empodera os mediandos para serem protagonistas de sua estória e a co-construirem uma nova realidade, considerando as necessidades de cada um, e principalmente os interesses dos filhos, por este motivo, o acordo firmado no processo de mediação é duradouro e na maioria das vezes cumprido na íntegra, na medida em que resultou da vontade das partes; “os filhos não são um troféu que se guarda após a disputa”, portanto, não há “ganhador” nem “perdedor”. O foco da mediação é a satisfação das partes envolvidas - ganhos mútuos, e a ampliação da responsabilidade na tomada de decisões.